domingo, 27 de março de 2011

Comenda Ambiental Estância Hidrominieral de São Lourenço


São Lourenço, a capital brasileira do meio ambiente

Da gravura e da artista.

SIMONE RIBEIRO, a convite de Ivanise Junqueira e Eugênio Ferraz, idealizadora e chanceler da comenda ambiental, desenvolveu a imagem símbolo deste evento com técnica de aquarela, devido a leveza e suavidade que o tema pedia. A composição foca tranqüilidade,  qualidade de vida e destaca os dois monumentos símbolos de São Lourenço, o Balneário e sua fonte mais importante a Fonte Vichy. Tudo se integra ao lago e as mais variadas gamas tonais de verde. A proposta foi criar uma imagem que transmitisse a riqueza natural do local mas também a importância e os benefícios alcançados por meio da consciência ambiental. Da aquarela foi criada uma série limitada de cento e quarenta gravuras que foram presenteadas aos agraciados do evento. Esta imagem também foi utilizada para ilustrar todas as peças gráficas e publicitárias, dentre elas, a pasta, o luxuoso estojo da comenda, o site do evento, placas e outdoors e uma enorme reprodução, medindo aproximadamente 10 x 7 metros, impressa em altíssima resolução e utilizada como cenário no fundo de palco principal de onde o governador Antonio Anastasia presidiu, no domingo (20), a entrega da primeira edição da Comenda Ambiental Estância Hidrominieral de São Lourenço – a Medalha da Água. Após ser agraciado com a medalha, o governador parabenizou a iniciativa que estimula a conscientização da sociedade pela necessidade da preservação do meio ambiente, garantiu o apoio e o empenho de seu governo e lançou São Lourenço como “a capital brasileira do meio ambiente”.

A solenidade reuniu autoridades civis e militares dos governos federal, estadual e municipal, além de artistas, empresários e políticos, agraciados com a comenda, convidados e a população que pode assistir e participar da cerimônia ao ar livre, na estrutura montada na frente do Parque das Águas, na Praça João Lage (Brasil). Em seu pronunciamento, Antonio Anastasia, destacou a importância da preservação dos mananciais de Minas Gerais, estado considerado a caixa d´água do Brasil. “Minas tem aquilo que hoje é muito importante para a humanidade: recursos hídricos. Somos a caixa d’água porque aqui nascem os principais rios do Brasil, fora os da Bacia Amazônica. Na realidade, Minas tem uma grande responsabilidade para com o Brasil, que é a manutenção desses mananciais em boa qualidade”, E complementou “a partir de hoje São Lourenço é a capital brasileira do meio ambiente".








São Lourenço como seus municípios vizinhos, no sul de Minas, nasceu e se desenvolveu em função das águas minerais que brotam em inúmeras nascentes. O objetivo do evento é homenagear anualmente cidadãos mineiros, brasileiros e estrangeiros que se destacaram com ações em prol da disseminação, incentivo, apoio e divulgação das atividades relacionadas ao Turismo, à Preservação Ecológica e Ambiental. A condecoração acontecerá sempre na semana que se comemora o Dia Mundial da Água. O Chanceler da Medalha, que preside o comitê, para a escolha dos nomes a serem homenageados é o superintendente do Ministério da Fazenda em Minas Gerais, Eugênio Ferraz.





















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário